Como escolher papel para suas impressões gráficas?

Como escolher papel para suas impressões gráficas?

Alguns detalhes são muito importantes nestes quesitos, já que é fundamental ter retorno em seu investimento.

Um dos detalhes fundamentais neste processo é saber que em gráfica “quanto maior a quantidade menor o custo por unidade”, sendo assim, sempre busque analisar quantidades de seus impressos gráficos que irão suprir sua demanda e na dúvida entre fazer pequena quantidade, média ou grande , não tenha dúvida, busque sempre maiores quantidades, pois assim com certeza,  você irá fazer uma grande economia e ter a possibilidade de ter maior retorno com seus impressos gráficos.

Vamos começar buscando conhecer os papeis para impressão gráfica mais usados

  1. Papel Offset:

É um papel não revestido, ou seja, meio poroso, muito usado nos panfletos mais comuns, Sabe aquele papel sulfite tão usado em casa, ou no escritório? Esse papel é offset 75g.

É usado em panfletos de rua, miolo de livros, memorandos, receituários, notas fiscais, e quando mais grosso até em fichas e cartões. A principal vantagem é que é bom para escrever, pois, por ser bem poroso absorve bem a tinta. Sua gramatura varia de 50 gr a cerca de 300 gr. Existem em várias cores. As cartolinas estão incluídas neste grupo.

graficas-sp-graficadc-papel.couche

  1. Papel Jornal:

O papel jornal tem as mesmas características do offset, só que é mais fino (gramatura inferior)  com muitas fibras soltas. É usado para jornais, notas fiscais e panfletos para grandes quantidades. Sua gramatura pode variar de 49 a 70 gr. aproximadamente.

  1. Couchê:

É o papel comum de maior qualidade. Ele não é poroso como os anteriores, pois, leva uma camada que o veda em ambas as faces,  com uma camada mais impermeável e aparentemente mais fino e mais resistente que os anteriores. Este papel serve para maioria dos casos e é o que tem melhor custo beneficio e devido a vários fatores é o que causa maior impacto visual  devido ao seu acabamento e também o torna mais atraente. Ele pode ser couchê brilho ou couchê fosco e não deve ser confundido com acabamento laminação fosca; também conhecido como BOPP.  Este tipo de papel é largamente utilizado para fabricação de panfletos e folders, assim como nas principais revistas, capas, cartões de visita e muito mais. Este tipo de papel pode ser encontrado nas gramaturas aproximadas de 63 gr a 350 gr.

  1. Supremo e similares importados:

É um papel intermediário entre o offset e o couchê. A característica principal é ser mais encorpado que o offset de mesma gramatura e ter a parte selante apenas numa das faces. Existem muitas variações segundo a qualidade, seguindo agora da de pior qualidade para a melhor: Duplex (usado em folhinhas – textura de jornal no verso), Triplex (o duplex um pouco melhor- verso branco), Supremo, Supremo DuoDesign (é uma marca de um papel que leva a parte selante dos dois lados, porém com a mesma espessura dos papeis supremos. Existem especificamente para atender a demanda de cartões e capas de livros, indo aproximadamente de 200 gr a 400 gr. Muito usado também por algumas gráficas, sendo o supremo um substituto barato do couchê e o supremo duodesign um pouco mais conceituado que o couchê.

graficas-sp-graficadc-papel.reciclato

  1. Reciclado:

Esse tipo de papel tem sido uma tendencia devido a alguns fatores de economia para a natureza e acompanhando a moda ecológica, criou-se um papel que utiliza tanto aparas de papel pós consumo como pré consumo, ou seja, faz-se uma mistura de papel novo com papel usado. Este tipo de  papel é poroso como o papel offset e apresenta uma coloração amarelada típica. É muito usado pelas empresas para apresentar uma tendencia ecologicamente correta. Existe basicamente em 3 gramaturas: 90 gr, 120 gr e 250 gr, variando um pouco de acordo com o fabricante. É largamente usado em substituição do papel comum, prospectos e cartões de visita.

  1. Papeis especiais:

Existem no mercado uma enorme gama de papeis especiais e com centenas de tipos de papeis em diversas cores. Em qualquer papelaria você encontra pelo menos uma centena. Mas a maioria só é usada em gráfica em serviços especiais atingindo preços altíssimos, pois, só vão servir para aquele trabalho ou pequenos trabalhos específicos.

Seguem assim algumas gramaturas mais usadas no mercado e seus usos típicos:

A – 50 a 63 gr

Típica de notas fiscais e blocos de orçamento.

B – 75 gr e 90 gr

Usadas na maioria dos timbrados, receituários e em nossas impressoras domésticas. Os panfletos de menor qualidade também são feitos nestas gramaturas, tanto offset quanto couchê. O reciclado também é muito usado respeitando o enfoque ecológico.

C – 120 e 150 gr

Usado principalmente em panfletos. O offset 120 gr quase nunca é usado, a não ser quando se quer um material para escrita.

D – 180 gr

Tipico das cartolinas e dos cartões caseiros de menor qualidade. É mais ou menos a maior gramatura que as impressoras domésticas suportam (com raras exceções).

E – 210 a 300 gr

Típica de cartões de visita, folhinhas, calendários e capas de livros.

F – Acima de 300 gr

Rara no mercado editorial. Usado mais para cartonagem e serviços especiais.

A Gráfica DC é uma das melhores Gráficas SP,   localizada em Mogi das Cruzes, São Paulo, SP, prontos para atender em todo o Brasil  

graficas-sp-graficadc-papel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *